Páginas

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Livro q estou lendo e recomendo






As Crônicas de Nárnia

Aslam é um leão falante e o único personagem presente em todos os livros da série
A série de livros As Crônicas de NárniaPB ou As Crónicas de NarniaPE foi escrita pelo irlandês C.S. Lewis narrando as aventuras que ocorrem em uma terra fictícia denominada Nárnia.
Nestas histórias o bem combate o mal, animais podem falar e criaturas mitológicas estão em todo lugar. Também é notável a presença de temas cristãos apresentados de forma sutil juntamente com algumas idéias do próprio autor.
O leão Aslam é um personagem importante na série, pois é o único personagem presente em todos os livros. Segundo a interpretação que os cristãos dão ao livro ele representa Jesus Cristo.
Os livros da série já ganharam adaptações para o rádio, para o teatro, para a televisão e, mais recentemente também, para o cinema.

Ordem de leitura
Ordem de publicação
Ano
Livro
1950
O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa
1951
Príncipe Caspian
1952
A Viagem do Peregrino da Alvorada
1953
A Cadeira de Prata
1954
O Cavalo e seu Menino
1955
O Sobrinho do Mago
1956
A Última Batalha
C.S Lewis publicou inicialmente O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa em 1950 sem ter a intenção de produzir uma série de livros. Ao prosseguir escrevendo outros livros, aproveitou para retomar partes anteriores da história para preencher lacunas deixadas no primeiro livro. Por isso a ordem de publicação não coincide com a ordem cronológica dos eventos que ocorrem nas histórias dos livros.
Não existe uma ordem oficial para a leitura dos livros, mas duas delas são mais conhecidas. Uma coloca os livros na ordem cronológica dos eventos que ocorrem ao longo da série e a outra na ordem de publicação. Seguem as duas ordens:

Ordem de publicação
Os livros seguem a ordem em que foram publicados. Aqueles que defendem esta ordem de leitura, comentam que nessa sequência o leitor explora o universo criado por Lewis na ordem em que ele foi imaginado pelo autor. Isso tornaria a história mais coerente, alegando, por exemplo, que a verdadeira apresentação inicial de Aslam está no livro O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa, o primeiro a ser publicado e não em O Sobrinho do Mago, o primeiro em ordem cronológica.
Ordem cronológica
Ano
Livro
1955
O Sobrinho do Mago
1950
O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa
1954
O Cavalo e seu Menino
1951
Príncipe Caspian
1952
A Viagem do Peregrino da Alvorada
1953
A Cadeira de Prata
1956
A Última Batalha

Ordem cronológica
Nesta ordem o livro O Sobrinho do Mago que narra acontecimentos que antecedem O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa aparece em primeiro lugar e o livro O Cavalo e seu Menino que narra acontecimentos que ocorrem no tempo descrito num parágrafo do livro O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa aparece em seguida deste.
Esta ordem foi sugeria por um leitor dos livros da série para o próprio Lewis, que gostou da idéia mas nunca a tomou como oficial. Várias edições dos livros os colocam nesta ordem.

Diferentes títulos
Brasil
Portugal
O Sobrinho do Mago
O Sobrinho do Mágico
O Cavalo e seu Menino
O Cavalo e o seu Rapaz
A Viagem do Peregrino da Alvorada
A Viagem do Caminheiro da Alvorada
A Cadeira de Prata
O Trono de Prata
Os livros da série já foram publicados utilizando outros títulos. A Viagem do Peregrino da Alvorada já recebeu o título O Navio da Alvorada, O Sobrinho do Mago os títulos O Sobrinho do Feiticeiro e Os Anéis Mágicos, assim como O Príncipe Caspian o título O Príncipe e a Ilha Mágica.
Há ainda a diferença entre os títulos utilizados na tradução brasileira e os títulos da tradução portuguesa, embora alguns dos títulos sejam os mesmos.

O universo de Nárnia
Ver artigos principais: Nárnia e Lista dos lugares de As Crônicas de Nárnia.
Lewis descreve na história um multiverso onde Nárnia é um dos vários mundos existentes juntamente com o mundo em que vivemos. Cada história propicia passagens diferentes do nosso mundo para o mundo de Nárnia, como os anéis do tio André em O Sobrinho do Mago e o guarda-roupa em O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa. Nárnia é o nome dado tanto para esse mundo quanto para um país deste mundo onde ocorre boa parte das aventuras. Outros países que compõem o mundo de Nárnia são Arquelândia e a Calormânia.

Os personagens de Nárnia
Veja a Lista dos personagens de As Crônicas de Nárnia
O universo de Nárnia é habitado por animais como os que existem em nosso mundo, também por animais que podem falar e pensar e também criaturas mitológicas saídas da mitologia grega e da mitologia romana. Há também humanos em Nárnia, alguns descendentes dos primeiros reis de Nárnia, como narrado em O Sobrinho do Mago e outros que encontraram passagens para este universo como os telmarinos de O Príncipe Caspian

A temática cristã
Consulte o artigo sobre cada livro da série para um resumo da temática cristã encontrada em cada livro
Livro
Tema
O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa
A Profecia
O Príncipe Caspian
A apostasia e a fé
A Viagem do Peregrino da Alvorada
O batismo e Jesus como cordeiro de Deus
A Cadeira de Prata
A vida do cristão
O Cavalo e seu Menino
Deus olha por nós
O Sobrinho do Mago
A Criação
A Última Batalha
O fim dos tempos
Lewis é também conhecido pelos livros que publicou na área de teologia, pensamento e apologética cristã. Segundo relato do próprio Lewis sua intenção inicial não era usar temas cristãos mas estes teriam sido naturalmente incorporados durante o processo de criação.[1]
O conteúdo cristão da série é o centro de um caloroso debate entre os seus críticos e defensores. Muitos cristãos colocam a série como um grande meio de evangelização[2], enquanto outros colocam os livros como um meio subliminar de passar valores pagãos[3][4]. Alguns críticos apontam que a temática cristã em vários dos livros é tão sutil que dificilmente é identificada por leitores que não estejam familiarizados com elas, embora tal sutileza permita a penetração no público não cristão.[5]
Há ainda discussões polêmicas sobre a questão da Susana e do calormano Emeth que aparecem em A Última Batalha.

Sinopse dos livros

Estátua do autor C.S. Lewis fazendo alusão ao guarda-roupa do livro O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa

O Sobrinho do Mago

O Sobrinho do MagoConta como todas as aventuras começaram e de onde vieram o guarda-roupa, o professor Kirke que hospedou os quatro irmãos Pevensie, o poste de luz do Ermo do Lampião e a feiticeira Jadis de O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa.Digory (que é o Professor Kirke de O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa) e sua amiga Polly acabam se tornando cobaias do misterioso tio André que fez anéis que davam acesso a outros universos. Nessa aventura, acabam libertando a Feiticeira Branca do seu mundo (Charn) e trazendo-a para Londres. Na rua de Londres onde moravam Digory e Polly - bem como todos os demais personagens terráqueos - , acontece uma confusão - pois a feiticeira deseja conquistar a Terra - que acaba fazendo com que Polly, Digory, seu tio André, a feiticeira Jadis, um cocheiro e seu cavalo, acabem todos caindo num universo vazio, onde naquele momento Aslam começou a criar o mundo da Nárnia.Antes de sair da Terra, a feiticeira - com a sua incrível força - tinha arrancado um poste de Londres para amedrontar os outros. Então, quando chega a Nárnia, o poste acaba transformando-se no lampião do Ermo do Lampião. Por fim, Digory volta para o nosso mundo com uma fruta de Nárnia, com a qual curou a sua mãe de uma doença grave, e de cuja semente brotou uma árvore de onde foi tirada a madeira para fazer o guarda-roupa.


O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa
O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa
Neste livro, conta-nos a história dos quatro irmãos Pevensie: Pedro Pevensie, Susana Pevensie, Edmundo Pevensie e Lúcia Pevensie e a aventura que encontram num guarda-roupa da casa do professor Digory Kirke que os estava hospedando no campo durante a Segunda Guerra Mundial.
Do outro lado do guarda-roupa, encontram o mundo de Nárnia e com a ajuda do leão Aslam derrotam a rainha Jadis, também conhecida como a Feiticeira Branca que submeteu aquele mundo a um longo Inverno durante cerca de 100 anos. Antes de derrotar a Feiticeira, Aslam, assemelhando-se a Jesus, entrega-se a favor de Edmundo, para cobrir o seu erro, ressuscitando depois para selar a vitória sobre o inimigo.
Os quatro irmãos tornam-se depois reis e rainhas de Nárnia, sendo Pedro coroado Grande Rei de Nárnia (ou Supremo Rei de Nárnia), que é o maior entre todos os outros reis e rainhas de Nárnia. O reinado deles durou vários anos, mas acaba quando, em uma caçada, encontraram o caminho de volta para o nosso mundo e chegam como se nada tivesse acontecido, voltando com a mesma idade que tinham e quase no mesmo instante em que eles entraram juntos no guarda-roupa.
Na interpretação sob o ponto de vista cristão, o Guarda-roupa representa o mundo espiritual, a Feiticeira Branca representa o inimigo das nossas almas (Satanás) e o Leão representa Jesus Cristo, o Leão da Tribo de Judá, o Senhor de todos os homens.

O Cavalo e seu Menino.;

O Cavalo e seu MeninoA história deste livro se passa na época de ouro de Nárnia, durante o reinado dos quatro irmãos Pevensies: Pedro (como Grande Rei), Susana, Lúcia e Edmundo.O livro narra a lenda de dois cavalos falantes de Nárnia e seus "donos" que estão fugindo da Calormânia, país que fica ao sul do reino de Nárnia.Vivem grandes aventuras ao tentarem atravessar a capital da Calormânia, Tashbaan. Lá o cavalo Bri e o menino Shasta bem como Aravis e sua égua Huin passam por grandes apuros descobrindo que os calormanos possuem terríveis planos para invadir Nárnia através da Arquelândia.Porém Arquelândia e Nárnia são informadas por Shasta a tempo, frustando assim o plano dos calormanos. Shasta descobre que na verdade é um príncipe e herdeiro do trono da Arquelândia, que tinha se perdido há muito tempo.


Príncipe Caspian
Príncipe Caspian
Conta a história do retorno dos quatro irmãos Pevensie para o mundo de Nárnia depois de terem passado 1300 anos (em tempo narniano) desde que voltaram para o nosso mundo, onde passou apenas um ano.
Lá, eles, com a ajuda de Aslam, ajudam o príncipe Caspian, defensor dos antigos habitantes de Nárnia agora oprimidos pelos invasores telmarinos e o rei deles: Miraz, tio de Caspian, que usurpou o trono pertencente a Caspian. No final, alguns telmarinos vão embora e Caspian é coroado como novo rei de Nárnia.

A Viagem do Peregrino da Alvorada
A Viagem do Peregrino da Alvorada
Nesta história apenas Lúcia e Edmundo voltam para Nárnia, agora na companhia do primo Eustáquio. Lá eles ajudam o rei Caspian, a bordo do Peregrino da Alvorada, a procurar os sete fidalgos que o seu tio Miraz mandou para explorar os mares desconhecidos e não deram mais notícias.
Visitam várias ilhas vivendo várias aventuras, em uma delas a vida de Eustáquio muda para sempre depois de ser transformado num dragão. Segundo a ótica cristã, o retorno de Eustáquio à sua forma humana, mostra a transformação que ocorre com aqueles que são limpos dos seus pecados; e a retirada das camadas de pele de dragão, representa as nossas máscaras e pecados que são retirados um a um até que nos tornemos novamente "humanos".
No final, Caspian, depois de cumprir a sua missão, teve de regressar a Nárnia e abandonar, devido às ordens de Aslam, Lúcia, Edmundo, Eustáquio e Ripchip. Eles atingem o fim ou a borda do mundo (visto que o mundo de Nárnia é plano), onde encontraram uma onda (ou muralha de água) gigante que une o céu e o mar. Para além desta onda, avistaram o começo do país de Aslam. Enquanto que Ripchip entrou para o país de Aslam, os outros três viram Aslam e regressaram à Inglaterra.

A Cadeira de Prata
A Cadeira de Prata
É o primeiro livro que não conta com a presença dos irmãos Pevensie. Apenas Eustáquio e sua colega Jill Pole que estudavam na mesma escola vão para Nárnia.
Jill recebe de Aslam várias instruções que a ajudariam durante a aventura, mas ela acaba falhando por cumprir todas, exceto a última. Desta vez os dois procuram o Príncipe Rilian, filho de Caspian, que estava desaparecido. São guiados pelo pessimista paulama Brejeiro na aventura pelas terras do norte habitadas por gigantes.
Descobrem que o príncipe estava sob domínio de uma feiticeira que planejava conquistar Nárnia pelo mundo abaixo da superfície terrestre, plano que foi frustrado. No final, eles conseguem libertar o princípe Rilian, que voltou para Nárnia.


A Última Batalha
Ver artigo principal: A Última Batalha
Encerra a série contando a última batalha que ocorre em Nárnia, quando um macaco velho chamado Manhoso encontra uma pele de leão e a veste no seu amigo burro chamado Confuso o fazendo se passar por Aslam. O caos se estabelece quando ele facilita a invasão dos calormanos.
Eustáquio e sua amiga Jill tentam ajudar o último rei de Nárnia a expulsar os calormanos, mas não conseguem. A situação fica ainda pior quando Tash decide aparecer. Por final, Aslam decreta o fim de Nárnia tirando todos os habitantes que mereciam um lugar na Verdadeira Nárnia, fazendo as estrelas descerem do céu, o sol se apagar e inundando todo o resto. Pedro, Edmundo, Lúcia, Eustáquio, Jill, Polly e o Professor Kirke aparecem também na Verdadeira Nárnia.
Ao contrário dos demais livros eles não retornam para o nosso mundo pois desta vez a passagem para Nárnia foi a morte de todos eles, exceto para Susana que permanece na Inglaterra.

Curiosidades
Os nomes originais (os primeiros, depois Lewis mudou) das quatro crianças eram Ann, Martin, Rose e Peter.
O primeiro esboço de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” foi completado em 1949.
O primeiro esboço de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” não faz menção a Aslam.
O nome “Jadis” significa “feiticeira” na língua persa.
“Aslam” é a palavra turca para designar “leão”.
“Cair Paravel” significa “corte menor” (No inglês arcaico: “caer” significa corte e “paravail” significa “menor” ou “inferior”). Em outras palavras, os reis de Nárnia estão abaixo de Aslam.
Em sindarin, língua criada por Tolkien (O Senhor dos Anéis), amigo de C. S. Lewis, "Narn-îa", significa algo como "profundeza dos contos"
O nome "Maugrim" é derivado dos termos "Maw (grande boca) e "Grim" (uma criatura negra e com aparência de lobo do folclore inglês)
“O Cavalo e Seu Menino” foi completado antes de “A Cadeira de Prata”, embora tenha sido publicado depois.
C.S. Lewis morreu no mesmo dia que o presidente norte-americano John Fitzgerald Kennedy.
Durante a segunda guerra, quatro crianças se hospedaram na casa de Lewis, a “Kilns”.
“A Última Batalha” foi terminado antes de “O Sobrinho do Mago”, embora tenha sido publicado depois.
C.S. Lewis começou a escrever os livros nesta ordem: LFG, PC, VPA, CM, CP, SM, UB.
C.S. Lewis completou os livros nesta ordem: LFG, PC, VPA, CM, CP, UB, SM.
Os livros foram originalmente publicados nesta ordem: LFG, PC, VPA, CP, CM, SM, UB.
Os livros foram recentemente renumerados cronologicamente: SM, LFG, CM, PC, VPA, CP, UB.
A imagem de um fauno carregando pacotes e um guarda-chuva em uma floresta coberta de neve veio para Lewis quando ele tinha 16 anos.
“A Última Batalha” foi coroado com o Prêmio Carnegie, o mais alto prêmio da literatura infantil.
Pauline Baynes criou aproximadamente 350 desenhos para as Crônicas de Nárnia.
Pauline Baynes coloriu os desenhos em 1998.
Seis filmes das Crônicas foram feitos para a TV: uma versão em desenho animado de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” em 1979; versões com atores reais de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa”, “Príncipe Caspian e A Viagem do Peregrino da Alvorada” (combinados em um só filme) e “A Cadeira de Prata” nos anos 80 (que passaram na BBC); e uma versão menos conhecida e em preto e branco de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” pela England’s ITV em 1968.
Lewis pensou imaginou vários outros títulos para “A Cadeira de Prata”: “As Terras Desoladas e Selvagens”, “Noite Abaixo de Nárnia”, “Gnomos Sob Nárnia” e “Novidades Abaixo de Nárnia”.
Roger Lancelyn Green sugestionou chamar os livros de “As Crônicas de Nárnia”.
Brejeiro foi baseado no jardineiro de Lewis, Fred Paxford.
De acordo com a linha do tempo de Lewis, no ano de 302 os calormanos que habitavam Telmar comportaram-se muito maldosamente e Aslam os transformou em bestas mudas (ainda perdura o debate se esses habitantes eram humanos ou animais falantes).
A cronologia de Lewis, depois de escritos os livros, entrou em desacordo com o texto de “O Sobrinho do Mago”. A cronologia diz que a Arquelândia foi estabelecida em 180 pelo Cor, o filho mais novo de Franco V, mas “O Sobrinho do Mago” diz que o segundo filho de Franco I foi primeiro rei da Arquelândia.
"Arslan Tash", que significa “leão de pedra” em turco, é o nome de um sítio arqueológico onde se trabalha sobre a lenda de Lilith (a ancestral da Feiticeira Branca).
As Ilhas Solitárias se tornaram leais a Nárnia em 302 quando o rei Furacão de Nárnia libertou aquelas ilhas de um dragão.
Embora o enteado de Lewis, Douglas Gresham, assegure aos leitores do “Livro de Receitas de Nárnia” que não existem porcos falantes em Nárnia (porque muitas receitas contêm carne de porco), existe um varrão (espécie de javali) falante em “O Sobrinho do Mago”.
Nárnia foi o nome de uma antiga cidade italiana, agora chamada Narni.
“A Última Batalha” é o único livro que não é dedicado a pessoa alguma.
Lúcia passou mais tempo em Nárnia que qualquer outra criança de nosso mundo, cerca de quatro horas a mais que Edmundo.
Em 1998, a Grã-Bretanha lançou uma série de selos intitulada “Mundos Mágicos” que incluía um selo baseado em “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa”.
A guerra entre Miraz e Caspian é chamada A Guerra da Libertação.
Os piratas que deram origem aos telmarinos deixaram nosso mundo entre 1933 e 1940, quando ainda existiam piratas nos Mares do Sul. Eles chegaram em Telmar no ano narniano de 460.
J.R.R. Tolkien, amigo de Lewis e escritor de “O Senhor dos Anéis”, criticou tanto “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” que Lewis quase não o terminou.
Esta é a 1ª vez que a série de C.S. Lewis é adaptada para o cinema, já que as anteriores foram para a TV. As demais adaptações foram The Lion, the Witch and the Wardrobe (1967), The Lion, the Witch and the Wardrobe (1979) e The Lion, the Witch and the Wardrobe (1988).

1 comentários:

иลииy'ruivo disse...

Oie MAri, vim retribuir a visitinha! Responde a sua pergunta, SIM, fiz minha gastro em setembro de 2008, e já eliminei 49kg! Querida vc pode ler sobre minha gastro nos links que tem logo abaixo do banner do meu blog, Minha Vida, Tentativas, na UTI e Obrigada! nestes links eu conto um pouco da minha historia, pre e pós gastroplastia!

Vou seguir vc tb ok? Boa sorte com sua gastro e sempre que precisar é só falar certo?
bjokas